RETROFIT: INOVAÇÃO NAS CONSTRUÇÕES ANTIGAS

RETROFIT: INOVAÇÃO NAS CONSTRUÇÕES ANTIGAS

Ana Carolina Marcondes Vilela

A diferença dos prédios normais e retrofitados

Com o objetivo de restaurar e atualizar, mantendo as características intrínsecas da obra o Retrofit repagina construções antigas , devolvendo suas funções e melhorando sua aparência. Surgiu na Europa pela tamanha quantidade de edifícios antigos e históricos inutilizados, ou com tecnologias ultrapassadas que impossibilitavam seu uso.

 A palavra é a junção de “retro e “fit” que significam : para trás , referente ao tempo precedente e encaixar / adaptação respectivamente. Não se trata simplesmente de uma reconstrução, pois esta implicaria em uma simples restauração. Ao invés disto, busca-se o renascimento. O conceito é caracterizado por modernizar as construções preservando seu projeto original.

As etapas de uma obra de retrofit são divididas em: demolição controlada, reforço de estrutura, fechamento, acabamentos, substituição e modernização de elétrica, telefonia e dados, hidráulica e ar condicionado, proteção contra incêndio, piso elevado e, por fim, a fachada.

 A palavra é a junção de “retro e “fit” que significam : para trás , referente ao tempo precedente e encaixar / adaptação respectivamente.

Essa necessidade surge quando os custos de manutenção tornam-se muito altos ou a vida útil das instalações chega ao fim . O retrofit também é feito quando uma edificação antiga precisa se adaptar às normas atuais e mudar a ideia de que as prioridades são o custo e prazo sem pensar na responsabilidade  social e no meio ambiente.

Tal modificação pode ser mais onerosa por exigir profissionais mais qualificados , que zelem do planejamento até a execução. Mas qual a lógica de preferir uma ‘reforma’, ao invés de erigir um prédio novo ? É revitalizar antigos edifícios, aumentando sua vida útil ou mudando o uso, empregando tecnologias avançadas e materiais modernos, sem falar da preservação do patrimônio histórico, sobretudo o arquitetônico.

Levando sua valorização iminente no mercado imobiliário . Os especialistas nesse tipo de projeto afirmam que, quando a localização compensa o investimento, a requalificação tem uma ótima relação de custo-benefício . Além de tornar as construções mais sustentáveis.

Em São Paulo, é possível ver de perto os resultados dessa ação em três edifícios públicos : o Farol Santander, a Secretaria Municipal da a Secretaria Municipal da Fazenda e o Sesc 24 de Maio.

pesssoa comemorando a refroma.

3 PASSOS PARA SEGUIR ANTES DE FAZER SUA REFROMA!

ambiente interno de uma casa representando as tendências na construção

4 PRINCIPAIS TENDÊNCIAS NA CONSTRUÇÃO PARA 2019

homem olhando planos de reforma

O QUE VOCÊ PRECISA FAZER PARA REFORMAR SEU IMÓVEL?

Rolar para o topo