Desenvolvimento de Software: Conheça as 4 Etapas que toda Empresa não cansa de seguir

Produzido por ICMC Júnior

desenvolvimento de software

Qualquer software que se preze é criado através de um processo muito bem dividido e regrado, pilar do desenvolvimento de software.
Portanto, é muito importante que o time de desenvolvimento, juntamente dos clientes, passem por todas as fases.
Elas incluem a definição de atividades, prazos, responsáveis pela criação, padrões de desenvolvimento, entre outros.
Dessa forma, o produto final se torna extremamente fiel às necessidades do cliente.
E assim, o tempo investido no desenvolvimento gera todos os frutos e resultados esperados.

Desenvolvimento de Software – diferentes métodos, mesmos pilares

O mercado de tecnologia traz a tona cada vez mais novos métodos de desenvolvimento de software.
Mas independente desta quantidade e diversidade, todos seguem os mesmos pilares e princípios:

  1. Fase de Diagnóstico
  2. Levantamento e Análise de requisitos
  3. Fase de Desenvolvimento
  4. Etapa de Implantação

Fase de Diagnóstico

Nesta fase o time de desenvolvimento (ou o time comercial, no caso de muitas empresas) é responsável por conhecer o cliente a fundo.
Dessa forma, é essencial que o problema seja extremamente detalhado e explicado para que o software atenda todas as necessidades.
Além disso, quanto mais claro e nítidos estiverem as exigência do problema, mais completa e relevante será a solução.
Então diversas informações são importantes, como por exemplo:

  • Origem do problema
  • Particularidades da situação atual do problema
  • Prazo estipulado para a solução deste problema
  • Exigência geradas por este problema
  • Abrangência deste problema
  • Disponibilidade de orçamento para investimento em soluções
  • Urgência de uma solução para este problema

Levantamento e Análise de requisitos

Os requisitos podem ser lidos como sendo as “necessidades” do problema.
Nesta fase de Levantamento e Análise de requisitos, deve-se pensar em alternativas de solução.
Pois, as alternativas devem sempre se basear em um diagnóstico previamente feito na fase anterior (daí a importância de um diagnóstico bem feito).
E tal etapa pode fluir melhor se feita em conjunto, como todo o time de pessoas responsáveis pelo projeto.


Além disso, esse momento exige muito cuidado e atenção por parte do time de desenvolvimento.
Ou seja, é extremamente importante que nenhum detalhe ou requisito seja esquecido ou deixado de lado.
Caso contrário, o desenvolvimento pode ser interrompido e o produto final pode sofrer com alterações inesperadas ou prazos alterados.
Após o levantamento de requisitos, é feita a análise.
Tal análise consiste na definição de atividades, alocações de membros, definição de prazos, entre outros.
E por fim, é feita uma breve validação.
Essa validação é feita avaliando-se a eficiência e relevância de todos os requisitos levantados (ou seja, eles atendem mesmo as necessidades do cliente?).

Fase de Desenvolvimento

Após essas fases, chegamos à etapa de Desenvolvimento.
É aqui o momento em que o código será realmente desenvolvido, criado.
Os grupos se organizam, as tarefas são organizadas, e os responsáveis iniciam o desenvolvimento do software.
Neste momento, é muito comum ouvirmos falar sobre uma grande gama de “métodos ágeis” de desenvolvimento de software.
Estes métodos seriam nada mais do que processos e etapas que, caso seguidas, agilizam e otimizam o desenvolvimento.
E com isso, o produto final é entregado muito mais rápido e de maneira muito mais satisfatório.
Um dos métodos ágeis mais conhecido é chamado de Scrum.
O método Scrum consiste na divisão do projeto todo em atividades menores, e na execução simultânea destas atividades menores (em curtos períodos de tempo, os chamados “sprints”).
Ao mesmo tempo são feitos testes validando a funcionalidade de cada módulo.

Etapa de Implantação

E por fim, com o software em mãos e pronto para uso, iniciamos a fase de implantação.
Nela, o código é instalado no ambiente do cliente (sistema operacional, servidor específico, entre outros).
Além disso, são criados Manuais do Sistema, que auxiliam o entendimento do produto final.
Estes materiais facilitam um possível treinamento para as pessoas que usarão futuramente o novo software.
Além disso, trazem mais clareza e confiança ao cliente no momento do uso, fornecendo uma autonomia extremamente importante.
E caso necessário, também é realizada uma migração/importação de dados e informações antigas para o novo software.

Conclusão

Por mais complexo que pareça, o desenvolvimento de software é extremamente facilitado com a presença de um processo bem definido.
Assim, problemas (antes difíceis de serem compreendidos) podem ser analisados e solucionados, através de um, software criado com esse passo a passo.

Banner newsletter

Quem somos

Empresa Júnior desde 2011 atuando no mercado profissional com qualidade e capacidade de realizar projetos com alta performance e atender as necessidades de nossos clientes.

Horário de funcionamento

Segunda a sexta
10:00 – 18:00

Telefone

(15) 99615-4524

Acompanhe-nos

Rolar para o topo
Mande uma mensagem!
1
Conte como podemos te ajudar!
Olá!
Fale com a EJEM pelo Whatsapp e faça seu orçamento agora!