Energia veio cara? Veja como economizar

   

Energia veio cara? Veja como economizar

Annadaby Cangussu

Lampada recebendo energia

Sabe aquela conta de luz que vem cara e você não sabe o porquê? Talvez tenhamos a resposta para você. Muitas vezes culpamos nossos eletrodomésticos novos e não paramos para pensar que pode ser muito mais que isso. A solução é simples, com uma eficiência energética bem analisada esse problema não vai mais incomodá-lo. 

As tarifas de conta de luz são cobradas pelos horários que você a mais utiliza, tendo os horários de fora de ponta, intermediário e ponta. Aonde na parte da manhã e a tarde temos a energia mais barata e do fim da tarde até as 22:29h temos os horários intermediários e os de ponta, parte do dia em que a energia é mais cara, pois nesse intervalo de tempo mais pessoas demandam energia, fazendo com que essa hora o consumo seja alto. Outro fator que afeta na sua conta de energia é a época do ano em que você acaba não se atentando e consome muita energia, acabando tendo meses chuvosos com a conta normal e meses de seca com a conta mais cara, isso acontece pois no Brasil desde o ano de 2015, as contas de energia passaram a trazer uma novidade: o Sistema de Bandeiras Tarifárias, que apresenta as seguintes modalidades: verde, amarela e vermelha (as mesmas cores dos semáforos) e indicam se haverá ou não acréscimo no valor da energia a ser repassada ao consumidor final, em função das condições de geração de eletricidade, pois a maior parte de energia é gerada por usinas hidrelétricas (energia barata), mas quando elas não dão conta pelo nível baixo d´água nos reservatórios, o Estado começa a utilizar outras fontes mais caras de energia como energia solar, eólica e fóssil. Fazendo com que sua conta fique ainda mais cara por não usar uma bandeira barata. Cada modalidade apresenta as seguintes características:

  • Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo;
  • Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,01343 para cada quilowatt-hora (kWh) consumidos;
  • Bandeira vermelha – Patamar 1: condições mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,04169 para cada quilowatt-hora kWh consumido.
  • Bandeira vermelha – Patamar 2: condições ainda mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,06243 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Todos os consumidores cativos das distribuidoras serão faturados pelo Sistema de Bandeiras Tarifárias, com exceção daqueles localizados em sistemas isolados.

O valor das bandeiras tarifárias é revisto anualmente pela ANEEL, e este valor é o mesmo para todo o território nacional. Segue o link de um vídeo da ANEEL especificando essas tarifas: //www.aneel.gov.br/bandeiras-tarifarias

Contudo, como sofre incidência de impostos estaduais e federais, o valor final faturado pode variar de estado para estado para o item de Bandeira Tarifária. Mas você deve estar se perguntando então como reduzir essa conta da sua residência, não é mesmo? Para isso, basta você seguir alguns ensinamentos: No final de cada mês a ANEEL divulga qual será a bandeira tarifária do mês seguinte.

A ANEEL faz esta divulgação apenas na última semana do mês anterior. Esta divulgação leva em consideração o regime de chuvas que ocorreu e que está previsto para o mês seguinte, e é avaliado pelo ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) através do PMO (Planejamento Mensal da Operação). Sendo assim, percebe-se que o prazo para se adaptar a nova bandeira tarifária que estará em vigor no mês seguinte é apertado.  A partir de então é possível intervir com ações simples de economia de energia para evitar o pagamento de montantes expressivos com esse tipo de cobrança. Cabe, portanto, ao consumidor, adaptar-se rapidamente a nova bandeira tarifária do mês seguinte através da elaboração rápida de um plano de economia de energia e eficiência energética. Fora aquelas dicas de avó que nos dizem para não andarmos com a luz acessa quando se tem a luz do dia, não deixar cômodos ligados quando estiverem vazios, se organizar para lavar e passar roupas em horários fora de pronta. Ou até mesmo pensar em investimentos maiores que trarão benefícios a longo prazo como trocar seus equipamentos antigos por novos que consumam menos energia ou até mesmo instalar placas solares para substituir a concessionária da região, mudança que acarreta benefícios ao meio ambiente e a sua conta de luz. 

Analisando os fatos apresentados, sabe-se que estes planos não são de rápida construção e implementação, e entra aqui também a importância de um bom sistema de Gestão de Energia Elétrica. Através de ações pensadas exclusivamente para sua residência ou empresa é possível um constante processo de melhoria dos níveis de eficiência energética, estando sempre pronto para as revisões tarifárias e buscando continuamente economia de energia e redução de custos na conta de luz e no processo produtivo, se preparando e evitando as surpresas com os horários que mais usa a energia elétrica e as mudanças de bandeira tarifária.

E aí, pronto para acabar com as surpresas com a cobrança das bandeiras tarifárias?

Quem somos

Empresa Júnior desde 2011 atuando no mercado profissional com qualidade e capacidade de realizar projetos com alta performance e atender as necessidades de nossos clientes.

Horário de funcionamento

Segunda a sexta
10:00 – 18:00

Telefone

(11) 97694-5672

Acompanhe-nos

Rolar para o topo
Mande uma mensagem!
1
Conte como podemos te ajudar!
Olá!
Agora você pode falar com a EJEM, pelo WhatsApp.