A Administração Jurídica e Financeira no Mercado de Empresas Juniores

Gabriel Costa Manfredini e Lucas Borba Fulanetto

A imagem acima, possui uma pilha de fichários e papéis relacionados à administração jurídica e financeira de uma empresa

O setor administrativo é considerado um dos principais pilares de uma empresa, tendo como objetivo fundamental organizar, movimentar e controlar todas as informações necessárias para o bom andamento de seus serviços. Em um ambiente de uma Empresa Júnior, é mais comum encontrarmos um setor administrativo que trata de funções jurídicas e financeiras encarregando seus associados de praticarem e exercerem funções dos dois ramos empresariais. 

           Deste modo, a administração jurídica financeira nas empresas juniores contribui com o desenvolvimento analítico e crítico dos associados, além de contribuir com a experiência e o entendimento do âmbito jurídico durante processos de CRM (Customer Relationship Management) de uma empresa 

            Neste âmbito, a Empresa Júnior surge como uma aliada à formação profissional do aluno, oferecendo a oportunidade de se obter um conhecimento técnico e gestão empresarial, proporcionando aos estudantes a oportunidade de aprender na prática, o que realmente significa gerir um negócio e ter um contato maior com a parte da administração jurídica e financeira de sua empresa júnior. Composta apenas por alunos, a empresa júnior possui o objetivo de realizar consultorias nas suas áreas de atuação.

            O departamento financeiro é o responsável por lidar com todas as questões relativas às finanças, visando o alcance dos objetivos da empresa. É necessário que haja uma boa administração jurídica e financeira, já que o controle e a organização são peças essenciais para a boa movimentação de caixa, visando sempre o saldo positivo no final do mês. 

             No entanto, é mister informar que uma boa administração financeira é aquela que trabalha em cima dos dados, trazendo análises e novas oportunidades, deste modo, a empresa não fica apenas esperando o caixa se movimentar sozinho, mas sim, buscando alternativas para que o caixa se movimente da forma que o administrador financeiro deseja. 

               No setor de administração jurídica e financeira da Empresa Júnior Engenharia Mackenzie, são exercidas pelos associados, diversas funções fundamentais, como: a análise do fluxo de caixa da empresa para obter-se todo o controle da movimentação de dinheiro mensal e anual, a realização dos investimentos nos setores, a organização dos métodos de pagamentos, o cálculo dos valores de projetos, taxas e controle de impostos e por fim o planejamento estratégico da organização. 

               É importante ressaltar que um administrador jurídico financeiro que exerce seu cargo numa empresa júnior, acaba fazendo um trabalho mais coerente com a realidade da empresa, portanto as burocracias, impostos e até mesmo as movimentações de caixa acabam sendo menores. No entanto, graças a essa proporcionalidade, a pessoa responsável pela administração jurídica e financeira de uma EJ (Empresa Junior), consegue aprimorar suas análises e focar em pontos estratégicos de sua empresa, passando a aumentar seus escopos e contribuir com o funcionamento eficaz e eficiente de sua empresa.

         Vale ressaltar também, a importância da parte jurídica, a qual os associados atuam realizando os contratos de prestação de serviços e parcerias dos clientes, a emissão de notas fiscais dos projetos já entregues, controle do estatuto social e regimento interno da empresa, desligamento de membros, termos de finalização dos projetos entre outros termos auxiliares durante o processo de relação com o cliente. 

          O escopo não só financeiro de um associado do setor administrativo de uma EJ, contribui para com a capacitação de conhecimentos jurídicos que são essencialmente importantes para o funcionamento de uma empresa. Neste quesito, é importante ressaltarmos que um administrador jurídico financeiro em uma Empresa Júnior, é capaz de se aprimorar no âmbito jurídico, atuando tanto nas relações contratuais internas, com termos e burocracias para com os associados da empresa, quanto nas relações externas, com clientes, parcerias e resolução de problemas que diariamente nos deparamos.

         Os desafios ao se criar uma equipe administrativa eficiente, você sabe?

Uma das responsabilidades de um administrador é a contratação de colaboradores. Entre as noções básicas de administração de empresas aprendemos que o trabalho em equipe é essencial para as organizações, pois muitos de seus objetivos só serão alcançados devido a esse esforço conjunto.

         Juntando ambas as situações, temos como resultado um dos maiores desafios dos gestores empresariais: criar uma equipe concisa e eficiente. Para isso, é fundamental que se estimule certas características nos profissionais para alcançar à equipe desejada:

  • Aumentar cada vez mais as metas;
  • Fazer o trabalho com: paixão, perfeição e excelência;
  • Melhorias contínuas para o aperfeiçoamento do trabalho;
  • Colaborar com a equipe para buscar atingir objetivos;
  • Fazer do trabalho um meio para que suas metas sejam alcançadas;
  • Buscar oferecer resultados concretos;
  • Organização, entrosamento e transparência com a equipe e os clientes.
Um livro a respeito de Administração jurídica e financeira

O que uma Empresa Júnior ganhará com um bom setor de Administração Jurídica e Financeira?

          Para uma empresa funcionar de forma organizada e com um alto desempenho no mercado, todos os setores devem funcionar em conjunto para alcançarem suas metas e objetivos. Durante esse processo, cada setor desempenha um papel diferente, e o setor de Administração Jurídica e Financeira é um deles.

            O setor Administrativo Jurídico Financeiro é a cabeça de toda a estrutura empresarial. A partir dos dados arrecadados, é possível realizar inúmeras análises benéficas ao desempenho e evolução da empresa. Esses dados que são arrecadados a partir de análises de DRE’s ou Fluxo de Caixa ou até mesmo Balanço Patrimonial, são fundamentais para a visualização de problemas pertinentes à empresa. Estas análises contribuem para a evolução gradual e alcance das metas tanto de empresas juniores como também sêniors.

            Outrossim, não se resumem dados apenas por meio de análises financeiras de movimentação de caixa. O setor Administrativo Jurídico Financeiro é capaz de controlar e organizar toda a circulação de projetos até o seu fechamento. Está organização contribui para a empresa de tal modo a apontar os setores que estão participando efetivamente da taxa de faturamento da empresa e contratos fechados, alertando e/ou motivando a empresa e os membros na qual ela consiste.

                 Além disso, o setor contribui com a segurança e a legalidade da empresa e do processo de relação com o cliente durante a negociação. A partir dos contratos, o administrador jurídico financeiro procura estabelecer um acordo entre as partes de tal modo que não seja prejudicial a nenhuma delas, assim o processo se torna justo e constante até a entrega do projeto. 

                   Entretanto, é necessário que haja muita atenção, pois é fundamental que os associados de um setor administrativo jurídico financeiro sejam críticos e atenciosos ao formularem um contrato, sem deixar brechas ou até mesmo erros que poderão prejudicar o processo de negociação e até mesmo de relação entre a empresa e o cliente.

            No entanto, não basta apenas ter um bom setor de administração jurídica e financeira. É importante que a empresa consiga ter uma ligação muito forte entre todos os seus setores. Com relação ao setor Comercial, é importante ressaltar que a junção deste setor com o Administrativo, é essencial para a arrecadação de dados e informações de todos os processos de CRM de um cliente. Isso tudo deve ser passado para ambos os setores, pois as junções de dados e informações são cruciais para as tomadas de decisões com base em indicadores, feitas de forma racional e deixando de lado o “achismo”.  

              Outro setor importante para o trabalho conjunto com o Admistrativo, é o setor de Recursos Humanos. Neste contexto, a retirada de dados para os processos de venda e negociação não são pontos semelhantes entre os setores, no entanto, para uma boa gestão de pessoas dentro de uma empresa é indispensável. 

              É importantíssimo uma empresa focar nos seus funcionários, assim as relações são melhores e a produtividade passa a ser algo constante. Para isso, todas as relações internas da empresa devem ser feitas de forma pensada, colocando como um dos principais focos, os próprios associados da empresa.

Quem somos

Empresa Júnior desde 2011 atuando no mercado profissional com qualidade e capacidade de realizar projetos com alta performance e atender as necessidades de nossos clientes.

Horário de funcionamento

Segunda a sexta
10:00 – 18:00

Telefone

(11) 97694-5672

Acompanhe-nos

Rolar para o topo
Mande uma mensagem!
1
Conte como podemos te ajudar!
Olá!
Fale com a EJEM pelo Whatsapp e faça seu orçamento agora!