3 Tendências Para a Arquitetura nos Próximos Anos

Suzana Alencar

Prédio utilizando arquitetura verde e sustentável.

1.Sustentabilidade

  1.                Um dos temas que mais tem tomado espaço na sociedade é a sustentabilidade. Isso significa que cidades e países estão cada vez mais preocupados com o meio ambiente e as gerações futuras. Estas macro mudanças se inserem no nosso cotidiano de diversas formas, principalmente nos ambientes que convivemos.

                   Espaços mais abertos vem tomando conta das cidades, envolvendo a ambientação natural com lugares para as pessoas coexistirem. Com a pandemia causada pelo Covid-19, ficou perceptível a necessidade das pessoas se integrarem. Um resultado dos últimos anos é a existência e ampliação de moradias conjuntas. Esses novos espaços possuem o objetivo de serem mais eco-friendly, valorizando o compartilhamento. 

    Dessa forma, com a co-housing é possível notar que mais pessoas estão inclinadas a viver em locais que possam compartilhar seus gastos e poupar recursos naturais, como água e energia elétrica. Outro ponto relevante é o aumento de espaços públicos abertos, como parques, museus e ciclovias.

                   As construções tendem progressivamente a possuírem mais luz natural, juntamente com espaços internos abertos para que haja maior propagação da iluminação. As edificações são projetadas com uma grande quantidade de vidros, servindo tanto para iluminar como para ventilar. Dessa maneira, consegue-se diminuir o uso de energia artificial.

                   Os materiais de construção nos projetos são de grande importância para obter uma arquitetura sustentável. Tecnologias como a de energia solar são cada vez mais utilizadas, aproximando-se de casas auto-sustentáveis. O futuro nos dá a possibilidade de obtermos bons resultados nessa questão com o aumento de estudos nessa área.

                   Diante de todas essas mudanças, a área externa de construções também tem adotado esse estilo sustentável. Arquitetos e engenheiros incorporam esses valores por meio do green buildings. Seu design possui materiais reciclados e jardins verticais, indicando um lugar mais vivo. A adição de plantas vem crescendo tanto externamente como internamente, utilizado em casas, escolas e escritórios.

    As redes sociais têm sido uma das chaves para determinar o modo como nossos espaços serão. Dessa maneira, juntamente com a existência de plantas, ambientes mais coloridos estão invadindo espaços. Isso se explica pelo fato das mídias sociais serem uma ferramenta para divulgar lugares e, assim, atrair pessoas. Com isso, é possível trazer a biodiversidade para as cidades.

2. Construção Inteligente (automação dos ambientes)

               A automação de ambientes é uma das apostas para o futuro. As cidades inteligentes exigem cada vez mais de um planejamento urbano para que ela possa funcionar com eficiência. Por isso, ela é projetada para utilizar cada vez mais tecnologia na resolução de problemas. Além disso, ela serve como ferramenta para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Com a análise de dados é possível observar quais áreas podem ser melhoradas e as dificuldades que os locais estão enfrentando. O uso de indicadores auxilia em diversos aspectos das nossas vidas: economia, segurança, saúde, meio ambiente e empregos.

Sistemas integrados, a inovação da tecnologia inteligente, tem como objetivo centralizar as soluções em tempo real. Diversas empresas têm tido como foco automatizar ambientes de casas e escritórios. Esses equipamentos e dispositivos têm como intuito otimizar espaços e garantir maior facilidade na realização de tarefas. Além disso, garante cada vez mais segurança para o local.

Para isso, faz-se o uso das redes wireless, como o Wi-Fi, para integrar os lugares. Assim, é possível automatizar lâmpadas, podendo controlar o nível de sua luminosidade e sua cor; persianas e cortinas, abrindo ou fechando a partir do celular. A conexão de aparelhos eletrônicos como caixas de som e televisões é o mais comum ultimamente, podendo distribuir esses sons por toda a casa. Além disso, é possível controlar toda a temperatura da casa por meio de aplicativos, ajustando-a mesmo se não estiver presente.

No que tange a segurança, há possibilidade da instalação de biometria para abertura das portas, além de uma maior fiscalização por meio de câmeras. Com esses sensores, consegue-se saber quando há algum tipo de fumaça presente no local.

Os benefícios de um espaço inteligente são diversos. As necessidades são supridas com maior comodidade e praticidade, uma vez que com um simples toque é possível resolver um problema. Também, possui maior facilidade na hora de economizar energia. 

Uma das empresas que mais têm crescido nesse ramo é a Amazon, sendo utilizada cada vez mais para a compra e instalação de eletrodomésticos.

Outro ponto crucial para os próximos anos é a utilização da tecnologia 3D na arquitetura para melhorar a visualização e experiência de uma pessoa com um novo projeto. Desse modo, com a ajuda de softwares, a realidade virtual têm sido uma ferramenta para a apresentação de projetos. A arquitetura digital proporcionará crescentemente facilidade para execução de construções, além de maior interação da pessoa com o futuro local.

Restaurante que contempla a arquitetura industrial.

3. Estilo industrial

               O Estilo Industrial têm sido um grande influenciador na arquitetura moderna, uma vez que houve transformação de espaços antigos em novos. Diante disso, casas, prédios, bares, restaurantes e lojas têm apostado nesse estilo.

               Suas características são notórias, possuindo grandes ambientes que acabam se integrando, se inspirando em lofts e/ou galpões. Por isso, dentro de uma casa ou restaurante, é perceptível a visualização de uma cozinha aberta, conseguindo enxergar o que acontece no local.

               Além disso, esse tipo de decoração conta com portas e janelas amplas, para que haja luz e ventilação natural. Os materiais utilizados remetem a algo mais desgastado e que sejam de aço ou ferro. A iluminação artificial é feita com lustres bem aparentes, sendo normalmente pretos e foscos. 

               As cores utilizadas costumam ser mais neutras, mas uma tendência tem sido incrementar com alguns pontos coloridos, como um quadro de arte. Para as paredes, é utilizado tijolos expostos com aspecto rústico ou cimento queimado, que traz o sentimento de um ambiente mais fechado.

Tanto internamente como externamente, há utilização do concreto aparente, principalmente em pilares, remetendo ao estilo da arquiteta Lina Bo Bardi. O chão de uma arquitetura industrial pode contemplar tanto um piso de concreto como de madeira.

               Uma das características mais marcantes é a tubulação aparente, deixando toda a sua infraestrutura exposta. Ela coloca em contraposição a maioria dos estilos que conhecemos, que tem como objetivo esconder esses elementos. Eles podem ser decorados com as cores que combinam com o ambiente, costumando ser preto em lugares mais neutros e coloridos para mais extravagantes.

               A madeira serve como um contraste do metal para esse estilo, balanceando os tons quentes e frios para criar harmonia. Cada detalhe nesse estilo é marcante e tem sua importância. Por isso, é bastante utilizado móveis que contemplem os dois materiais. Além desses, é possível usufruir de alguns detalhes que sejam mais rústicos, como poltronas de couro marrom.

               A combinação de todos esses elementos faz com que a arquitetura industrial esteja tão presente nos dias atuais e continue evoluindo de acordo com novas tendências

Banner newsletter

Quem somos

Empresa Júnior desde 2011 atuando no mercado profissional com qualidade e capacidade de realizar projetos com alta performance e atender as necessidades de nossos clientes.

Horário de funcionamento

Segunda a sexta
10:00 – 18:00

Telefone

(15) 99615-4524

Acompanhe-nos

Rolar para o topo
Mande uma mensagem!
1
Conte como podemos te ajudar!
Olá!
Fale com a EJEM pelo Whatsapp e faça seu orçamento agora!